O universo da moda sempre esteve presente na vida de Leila Marya, direta ou indiretamente. Antes de abrir sua própria loja de roupas, a empresária trabalhava em uma multinacional têxtil e já lidava com a moda bem de perto, pois sua mãe era uma costureira de alto padrão. Dona da marca Stravaganzza, Leila será uma das apoiadoras da próxima edição do Mulheres que Transformam Mais e ficará responsável por vestir as realizadoras do evento, Amanda Vilas Boas e Daniela Andrade, e a apresentadora do workshop, Luiza Medeiros.

(Foto: reprodução/Facebook)

Conversamos com Leila, que nos contou tudo sobre como decidiu começar a empreender e quais são suas expectativas para a próxima edição do Mulheres que Transformam Mais. Confira!

Como surgiu a ideia de abrir a Stravaganzza?
Eu sempre fui uma pessoa empreendedora e, desde que eu me entendo por gente, estou inserida no mundo da moda. Minha mãe sempre mexeu com moda e era uma excelente costureira de alto padrão. Mas a ideia de abrir minha própria empresa surgiu exatamente quando eu estava trabalhando em uma multinacional têxtil. Como eu trabalhava e viajava bastante, resolvi juntar a paixão e o conhecimento na área de moda e abri um negócio. Comecei com um quiosque de acessórios dentro do shopping, depois migrei para a loja, juntando os dois seguimentos: moda feminina e acessórios.

(Foto: divulgação)

Antes de trabalhar com moda, em qual área você trabalhava?
Sou formada em Administração e tenho pós-graduação em Gestão de Negócios e Moda. Trabalhei alguns anos como assessora e gerente de recursos humanos em multinacionais e, por coincidência, em empresas nacionais na área têxtil.

Qual a sua opinião sobre o workshop Mulheres que Transformam Mais?
Eu acho o evento excepcional! É uma forma de reunir pessoas, aprender mais e abrir a nossa visão em relação aos negócios. É um verdadeiro intercâmbio, uma possibilidade de troca de experiências.

Quais são suas expectativas para a terceira edição do evento?
Essa é a primeira edição que participo, mas pretendo conhecer muitas pessoas e trocar experiências com outras empresárias. Nossa mente deve estar sempre aberta, buscando inovação e conhecimento. É isso que faz com que possamos ser diferentes e fazer a diferença no nosso trabalho.

Como pretende se inspirar para vestir as organizadoras no dia do evento?
Como estamos falando de um evento de negócios, temos que ter como inspiração a mulher de negócio. A mulher que trabalha, mas que tem que estar bem em qualquer momento, levando em conta a praticidade, sem perder a diferença. A a nossa loja é bem eclética e tem looks para cada momento que a mulher vive. Estou bem receptiva para ouvir ideias e entender o que cada uma quer da Stravaganzza nesse evento.


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *