Formada em Jornalismo e com experiência nas áreas de publicidade, marketing e assessoria
de imprensa, Mônica Ieker saiu de seu trabalho após ter o primeiro filho e se deparar com as
dificuldades de conciliar a rotina, morando longe do emprego. Assim que saiu, descobriu o Empório
da Papinha, empresa de São Paulo, e decidiu trazê-la ao Rio de Janeiro.

(Foto: reprodução)

Agora, com a loja completando 7 anos, Mônica também estará como apoiadora no próximo
Mulheres que Transformam Mais, e nessa entrevista ela conta um pouco quais são as expectativas
para o evento e que dicas daria para as empreendedoras iniciantes. Confira:

Em que área é a sua formação e como foi a sua trajetória profissional?

Sou formada em Jornalismo. Já trabalhei em assessoria de imprensa no começo da carreira mas
acabei caindo para o lado da publicidade. Trabalhei alguns anos em agência e depois segui para o
Marketing. Por vários anos, fui de empresa de varejo e depois retornei para agência, voltada para
branding. Em 2010, tive filho e tudo mudou. Morava muito longe do trabalho e o longo trajeto e a
falta de rotina me fizeram optar por sair do ramo. Logo que saí, li uma matéria sobre o Empório da
Papinha (empresa que nasceu em SP pelas mãos de uma mãe e uma nutricionista) e me candidatei a
abrir uma loja no Rio de Janeiro. Em outubro de 2011, a loja estava abrindo as portas e este ano
completa 7 anos.

(Foto: reprodução)

Quais são as expectativas para a próxima edição do Mulheres que transformam mais?

Acredito que é uma chance única de adquirir ainda mais conhecimento, trocar dicas, mostrar a cara
para outras empreendedoras e fazer um networking.

Que conselhos daria para as empreendedoras iniciantes?

Tenha foco e disciplina. Sabemos que isso é importante, mas os filhos e os afazeres da vida muitas
vezes nos tiram do rumo. Estude, se movimente, participe de eventos do meio, esteja aonde seu
público está.

 

Maíra Ferreira é formada em Letras pela UFRJ, mestranda em Teoria Literária pela mesma instituição e atua como revisora e editora da Utilità. Publicou seu primeiro livro de poemas – denominado A primeira morte – pela Oficina Raquel e edita a revista digital Oceânica, focada na publicação da poesia produzida por mulheres. Posta looks plus size no Instagram (@mairacomacento) e também escreve sobre relacionamentos, feminismo e vida em seu blog: http://mairacomacento.com.br


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *